logo

Nevralgia: conheça os tipos, tratamento e causas

  • 1942 Views

Conhecida, por muitos, por ser a pior dor do mundo, a nevralgia é uma condição causada pelo estímulo anormal de um nervo. Existem diversos fatores que podem desencadear esse problema, como a diabetes, HIV, sífilis etc.

Pensando nos sintomas que esse problema pode causar, preparamos este conteúdo para que aprenda tudo sobre a condição: causas, tipos, sintomas, tratamentos e muito mais. Para conferir, basta continuar a leitura!

O que é a nevralgia?

Pois bem, trata-se de uma dor causada por nervos irritados ou danificados. Normalmente, o paciente, que é acometido pelo problema relata a presença de dores fortes e agudas.

Qualquer nervo do corpo pode apresentar essa dor nevrálgica. Porém, o risco é maior em algumas partes, devido a um processo compressivo ou inflamatório. Confira três dos principais tipos a seguir:

1. Nevralgia do ciático

Como o próprio nome sugere, a nevralgia do ciático causa fortes dores na lombar. Essa situação está associada à compressão das raízes nervosas ou do nervo em si. Dentre as possíveis causas para esse problema, estão: artrose e hérnia de disco.

2. Nevralgia do trigêmeo

Esse tipo de problema causa fortes dores no rosto. O nervo trigêmeo é responsável por toda a sensibilidade facial. Sendo assim, caso seja comprimido ou esteja inflamado, gera uma dor intensa, principalmente, próximo ao nariz, boca e na região inferior dos olhos.

O problema surge de forma repentina e dá a sensação de choques. Normalmente, a situação ocorre quando há uma série de movimentos, como na escovação dos dentes, mastigação etc.

3. Nevralgia pós-herpética

Essa condição ocorre devido a uma complicação do herpes zóster. Sendo assim, o problema causa uma dor intensa e a sensação de choque e queimação constante pelo corpo.

Outros tipos menos comuns são: oNevralgia occipital, Nevralgia do glossofaríngeo e Nevralgia do hipoglosso.

Principais causas

As causas para a nevralgia podem ser variadas, entre as mais frequentes estão:

  • Algumas infecções, por exemplo, doença de Lyme, HIV, herpes zoster, e sífilis;
  • Uso de determinados medicamentos;
  • Diabetes;
  • Doença renal crônica;
  • Déficit de vitaminas;
  • Traumas (que podem envolver cirurgias);
  • AIDS;
  • Pressão nos nervos, causada por ligamentos, ossos, vasos sanguíneos ou tumores próximos.

Fatores de risco da nevralgia

A nevralgia pode acometer pessoas de qualquer idade, no entanto, a incidência é maior em pacientes acima dos 60 anos. Tornando assim a idade um dos fatores de risco.

Outro fator, que também pode favorecer o aparecimento do problema, é o histórico recente de acidente ou cirurgia.

Por fim, pacientes que possuem um sistema imunológico comprometido têm chances maiores de desenvolver a nevralgia.

Principais sintomas

Os principais sintomas da nevralgia são:

  • Dor aguda;
  • Paralisia ou fraqueza dos músculos próximos ao nervo acometido;
  • Dor constante;
  • Sensação de queimação;
  • Sensibilidade maior.

Como é realizado o diagnóstico?

Primeiramente, é preciso ter em mente que, caso sinta algum dos sintomas, você deve procurar um médico.

Os seguintes profissionais poderão identificar o problema: clínico geral, infectologista, endocrinologista, neurologista, nefrologista e dentistas.

Na consulta, os especialistas irão analisar seu histórico médico e os sintomas presentes. Para isso, serão realizadas algumas perguntas. Sendo bem provável o questionamento sobre a intensidade e a frequência dos sinais.

Após essa análise, o profissional irá avaliar a parte física. Com isso, identificará se há a presença da perda de reflexo, sensação anormal da pele, perda de massa muscular, sensibilidade etc.

Não existem exames específicos para que o problema seja diagnosticado. Porém, os testes são necessários para avaliar as possíveis causas do problema. Portanto, é comum a realização dos seguintes exames:

  • Sanguíneo, para verificar, por exemplo, a função hepática e a glicemia;
  • Punção lombar;
  • Ressonância magnética.

Tratamentos

Infelizmente, não há cura para a nevralgia, mas o tratamento pode aliviar as dores, e promover qualidade de vida.

Geralmente, o tratamento é realizado com o uso de remédios específicos para que as dores sejam controladas. Alguns dos medicamentos que podem ser indicados para essa finalidade são: analgésicos, antidepressivos e anticonvulsivos.

Pode variar dependendo do local afetado, da intensidade e causas. Por esse motivo, é essencial manter um acompanhamento para que o paciente garanta o bem-estar.

Outra opção que também pode ser indicada é a realização de uma cirurgia. Isso porque, por meio do procedimento, o profissional irá remover a pressão sobre os nervos — pode ser causada por ligamentos, ossos, tumores próximos ou vasos sanguíneos.

Além dos medicamentos e da cirurgia, existem outros tratamentos que podem ser utilizados para o problema, veja a seguir os principais:

  • Injeções locais para o alívio da dor;
  • Fisioterapia (esse recurso só é utilizado para alguns tipos, por exemplo a nevralgia pós-herpética);
  • Uso de bloqueadores nervosos;
  • Procedimentos para reduzir a sensibilidade do nervo — ablação com radiofrequência, balão de compressão, calor etc.

Existem diversas possibilidades para que esse problema seja reduzido.

Fique sempre atento e, caso identifique algum sintoma, procure atendimento médico!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.