logo

Qual o tratamento Ruptura de ligamento?

  • 144 Views

A ruptura de ligamento é um problema que pode acontecer em qualquer paciente

A ruptura de ligamento é um problema que pode acontecer em qualquer paciente. O ligamento do joelho, por exemplo, é uma das articulações principais do nosso corpo, e para que ele tenha um bom movimento, é importante que esteja estável.

Quando algum movimento errado é feito durante a prática de atividade física ou outra atividade que exija força desse ligamento, ele pode se romper, causando dores e fazendo com que um tratamento longo precise ser feito.

Hoje vamos falar um pouco mais sobre esse problema que pode ser comum quando a pessoa não tem muito cuidado com essas regiões, como é feito o diagnóstico, quais os sintomas e o tratamento para ruptura de ligamento.

Se você quer saber mais, confira as informações a seguir:

O que significa ruptura de ligamento?

Explicando de modo geral, os ligamentos são muito importantes para o nosso corpo, pois eles possuem a função de unificar dois ou mais ossos, além de proteger algumas articulações da região onde ficam localizados em nosso corpo.

Os ligamentos são formados a partir de tecidos fibrosos, e com isso, são muito resistentes, mas não possuem elasticidade. Mesmo que essa resistência seja suficiente para cumprir com as suas funções, em alguns casos, este ligamento pode ser rompido, quando são muito exigidos.

Principalmente em pacientes que praticam atividades físicas, é muito comum sofrerem com a ruptura de ligamento por conta de um movimento mais exagerado, de muita força ou torção.

Essa ruptura acontece quando o nosso pé está apoiado firmemente no chão, por exemplo, e a perna sofre com uma rotação inesperada. Esse ligamento, por não conseguir conter movimentos como esse, pode ser romper por não conseguir aguentar com o peso do corpo.

Principais sintomas da ruptura de ligamento

A ruptura de ligamento é uma lesão que pode causar muitas dores, além do inchaço na articulação. Existem alguns casos da ruptura de ligamento que os pacientes alegam não sentirem dores, apenas desconforto e insegurança para pisar no chão, por exemplo, e colocar força na articulação.

Esses desconfortos e o inchaço podem diminuir em um intervalo de algumas semanas depois da lesão, mas a articulação ainda pode permanecer instável e trazer insegurança ao paciente.

Como o diagnóstico da ruptura de ligamento é feito?

Na articulação do joelho podemos encontrar dois tipos de ligamentos que são cruzados, posterior e anterior. Os dois ligamentos possuem funções importantes para impedir que movimentos errados sejam feitos entre a tíbia e o fêmur. Esse nome é dado porque essas formações realmente se cruzam nesta região.

Quando um paciente procura por um médico para analisar se houve ruptura de ligamento, provavelmente o especialista vai conseguir fazer o diagnóstico apenas observando o paciente e analisando a região, mas a confirmação da lesão pode ser feita através de exames aprofundados como ressonância magnética ou ultrassom, por exemplo.

Melhores tratamentos para ruptura de ligamento

Dependendo do grau da lesão de ruptura de ligamento e da situação em que o paciente se encontra, o tratamento pode variar. Na maioria das vezes, a ruptura de ligamento necessita de uma cirurgia para que o tratamento seja feito e o ligamento seja reconstruído.

Nesse tratamento considerado comum, a recuperação da ruptura de ligamento pode variar entre 9 a 12 meses, dependendo do estado do paciente.

Durante esse período, é interessante que o paciente mantenha um acompanhamento com o médico especialista, ortopedista, e também com um fisioterapeuta para garantir que o tratamento foi eficaz e completo, e a cirurgia foi bem recuperada, voltando ao movimento comum dos joelhos.

Entenda a seguir um pouco mais sobre os tratamentos da ruptura de ligamento:

Ruptura de ligamento cruzado posterior

O tratamento para a ruptura de ligamento cruzado posterior, muitas das vezes não envolve procedimentos cirúrgicos. O médico especialista recomenda que o paciente faça uso de medicamentos anti-inflamatórios e fique de repouso para conseguir diminuir os sintomas da ruptura de ligamento.

Muitos pacientes podem receber a liberação para colocar os pés no chão, mas com muito cuidado para não agravar a situação ou acabar gerando outros tipos de traumas na região.

Se esse tratamento não surtir efeito, é preciso que um procedimento cirúrgico seja realizado para evitar que a tíbia faça grandes movimentos sob o fêmur, além de fazer com que o joelho tenha a sua função novamente.

Esse procedimento cirúrgico é realizado com o objetivo de colocar um tendão para substituir.

Ruptura de ligamento cruzado anterior

O tratamento da ruptura de ligamento cruzado anterior geralmente é feito a partir de intervenção cirúrgica, mas, alguns pacientes também podem receber a orientação de iniciar o tratamento com o uso de medicamentos anti-inflamatórios e sessões de fisioterapia.

Quando esse tratamento inicial não resolve os sintomas e traz uma melhora para o paciente, é possível que o médico indique uma intervenção cirúrgica. Nessa cirurgia, uma reconstrução também é feita. A recuperação depois da cirurgia é bem simples e requer muito repouso e algumas sessões de fisioterapia também.

Nesse tipo de ruptura de ligamento, é comum também que o tratamento seja feito a partir do uso de plasmas que é rico em plaquetas, sendo um grande aliado com a lesão, diminuindo o tempo de recuperação do paciente.

O plasma é a parte mais clara do sangue, e a mais líquida também. Nele, podemos encontrar proteínas e água, mas não hemácias. No plasma também encontramos plaquetas, que são responsáveis pela boa cicatrização de lesões e cortes com sangramento.

O tratamento da ruptura de ligamento utilizando o plasma com plaquetas possui o objetivo de fazer com que a cicatrização seja estimulada e haja recuperação de maneira mais rápida.

Esse tratamento pode ser feito depois da cirurgia de ruptura de ligamento para que a recuperação seja melhor. O procedimento não é invasivo e possui mínimas chances de haver rejeição ou efeitos contrários.

Agora que você entendeu melhor o que é ruptura de ligamento, quais as possíveis causas, como o diagnóstico deve ser feito e quais os tratamentos, procure sempre um médico ortopedista para fazer um acompanhamento.

Entre em contato conosco para mais informações e baixe o nosso e-book!

Fontes:

https://institutosalutesp.com.br/blog/artigos/ligamento-rompido-causas-e-tratamentos/

https://ortopedistajoelho.com.br/blog/tratamento-de-ruptura-do-ligamento-cruzado-lca-com-plasma-rico-em-plaquetas-prp/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.