logo

Novembro Azul – Vergonha é não se cuidar

  • 309 Views

Novembro Azul – Vergonha é não se cuidar

Mês de prevenção ao câncer de próstata

O que é próstata?

A próstata é uma glândula do sistema genital masculino, localizada na frente do reto e embaixo da bexiga urinária. O tamanho da próstata sofre variação de acordo com a idade. Quando jovens o tamanho se aproxima ao de uma noz, mas com o passar dos anos pode aumentar de tamanho consideravelmente.

Sua principal função é produzir um fluído que protege e nutre os espermatozoides no sêmen.

O que é o câncer de próstata?

Cerca de 65.840 novos casos de câncer de próstata são diagnosticados no Brasil anualmente. Durante a vida, 1 em cada 9 homens receberá esse diagnóstico. Por aqui o câncer de próstata é o segundo tumor maligno que mais faz vítimas entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pulmão. No entanto, se descoberto em fase inicial, 90% dos casos tem chance de cura.

O câncer de próstata acontece quando as células sofrem modificações e se multiplicam descontroladamente podendo atingir outros órgãos. 

Sintomas

O câncer de próstata é silencioso e costuma não apresentar sintomas nas fases iniciais. Quando o tumor cresce apresenta sintomas relacionados ao ato de urinar, semelhante à hiperplasia de próstata que é um crescimento benigno.

  • Urinar frequentemente ao longo do dia ou da noite.
  • Fluxo urinário fraco ou interrompido.
  • Sangue na urina ou no sêmen.
  • Disfunção erétil.
  • Dor no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos se a doença se disseminou.
  • Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés.
  • Mais raramente dor na ejaculação.
  • Obstrução do fluxo urinário, com consequente perda da função renal.

Fatores de risco

Idade. A chance de ter câncer de próstata aumenta rapidamente após os 50 anos. Aproximadamente 60% dos cânceres de próstata são diagnosticados em homens com mais de 65 anos.

Raça. O câncer de próstata é mais frequente em homens com ascendência africana e caribenha do que em homens de outras raças.

Histórico familiar. Ter um parente de primeiro grau com diagnóstico de câncer de próstata mais do que duplica o risco de um homem de desenvolver a doença.

Alimentação. Dieta a base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos.

Sedentarismo.

Obesidade.

Detecção precoce

O processo de envelhecimento se torna mais intenso a partir dos 35 anos, mas a indicação para o rastreamento é a partir dos 50 anos para homens sem fator de risco e 45 anos para homens com fatores de risco.

O câncer de próstata pode ser diagnosticado através da combinação do exame do antígeno prostático específico (PSA) presente no sangue do homem e o exame de toque retal, no qual o médico introduz um dedo, com luva lubrificada no reto do paciente para examinar a glândula prostática. A Ressonância Magnética multiparamétrica (RMmp) é uma estratégia complementar de rastreamento de tumores prostáticos, evitando biópsias desnecessárias nos pacientes que apresentam baixa probabilidade de tumor ao exame (reduzindo custos, riscos e a ansiedade do paciente). Para certeza do diagnóstico pode ser realizado um estudo histopatológico do tecido obtido pela biópsia da próstata.

Saiba mais.