Não consegue emagrecer depois da gravidez? Saiba o que fazer

  • 731 Views

Na gravidez, momento tão sonhado e esperado por muitas mulheres, acontecem diversas mudanças corporais a fim de adaptar o organismo para a geração de uma nova vida. O ganho de peso acontece durante a gestação e a alteração na balança são consequências normais das modificações que permitem e o desenvolvimento do bebê e sua sobrevivência.

Entretanto, após o nascimento surge uma preocupação em relação à volta do corpo como era antes da gestação. Quando o bebê nasce, naturalmente, a mulher pode diminuir de 6 a 12kg, mas para alcançar os resultados esperados, é preciso adotar uma rotina saudável.

É importante lembrar que o ritmo para emagrecer depois da gravidez, pode variar em cada mulher e isso varia de acordo com o peso antes da gestação e com o peso ganho, durante a gravidez. Além disso, alguns especialistas afirmam que podem levar até 1 ano ou mais para alcançar o peso antes da gestação afinal foram 9 meses ganhando peso.

Outro ponto que vale destacar, é em relação à amamentação, pois, nesse momento deve-se evitar dietas extremas ou restritivas demais, isso porque é através da alimentação que o leite materno recebe as vitaminas necessárias para a alimentação do bebê.

Para ir em busca dos resultados, mas realizar esse processo de forma segura e saudável, é possível seguir alguns passos que ajudam. Por isso, confira o nosso post até o final e conheça quais são eles.

1. Amamente

Sobretudo, uma das ações que praticamente todas as mulheres realizam após o parto é amamentar. Mas, o que muitas não sabem, é que essa ação influencia diretamente em seu peso.

Afinal, é nesse momento que toda a gordura acumulada durante a gravidez é utilizada, assim como também as calorias consumidas para instigar cada vez mais a produção do leite materno.

Então, é desta forma que a amamentação auxilia para o processo da perda de peso após o nascimento do bebê. Além disso, para a produção desse alimento, são utilizadas 800 calorias diariamente, na qual 500 são oferecidas através da dieta e 300 são voltadas para depósito materno.

Vale destacar que a amamentação é um auxílio para a perda de peso, não a solução.

2. Alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável e balanceada garante à mulher mais segurança e facilidade para alcançar o seu peso desejado. Essa ação não só garante a manutenção do peso, mas também que a mulher possa emagrecer depois da gravidez, de uma forma saudável e segura.

Além de tudo, por mais que a amamentação possa auxiliar no processo da perda de peso, ela também influencia para o aumento do apetite. Por isso, é sempre importante buscar por alimentos ricos em nutrientes, mas com baixo teor de gordura e açúcares. Algumas opções são alimentos naturais, como saladas, frutas e peixe.

As refeições do dia a dia, devem ser repletas de nutrientes, e incluir com moderação as opções fritas. Outro ponto importante, também, é a hidratação, pois ela influencia para a eliminação de toxinas, funcionamento do organismo e a produção do leite. Para todo esse processo, é sempre essencial ter o acompanhamento de um profissional.

3. Tenha na rotina atividades físicas

Para qualquer processo de emagrecimento, as atividades físicas são essenciais. Entretanto, quando se trata do pós-parto, é importante ter alguns cuidados, que são fundamentais para esse momento.

Através do aconselhamento médico, pode-se dar início a algumas atividades físicas simples, seja uma caminhada no parque, andar de bicicleta ou apostar em exercícios localizados, com a finalidade de melhorar o desempenho e tonificar a sua força física.

Em geral, algumas mulheres conseguem alcançar resultados mais rápidos, pois desde a gestação já possuíam esse cuidado, tanto na alimentação, quanto na prática de atividades físicas.

Algumas atividades consideradas de baixo impacto, são indicadas para emagrecer depois da gravidez ou durante, por exemplo, natação, ioga, pilates ou caminhada. 20 minutos desse exercício pode significar 100 calorias a menos.

4. Não se iluda com dietas exageradas

A alteração de peso pode ser um assunto bastante delicado para algumas mulheres, principalmente, para aquelas que já tinham inseguranças em relação ao assunto. Desta forma, é bastante comum casos de mulheres que recorrem a dietas exageradas para emagrecer depois do parto.

Contudo, essas dietas ao invés de beneficiar podem oferecer prejuízos. Afinal, essa restrição de alimento pode evitar que a mulher receba os nutrientes essenciais para a amamentação e deixá-la mais fraca.

Algumas pessoas defendem as “dietas milagrosas”, porém, por mais que a perda de alguns quilos seja rápida, a volta do peso de antes também, após parar com a dieta. Logo, a alimentação pode ser rica em nutrientes e fibras, mas ainda auxiliar na manutenção do peso.

Além disso, na hora das refeições é importante comer devagar, ter horários fixos, além de mastigar bem cada alimento. Tentar acelerar o processo de emagrecimento, pode trazer prejuízos a longo prazo.

5. Observe os rótulos dos alimentos

Não é sempre que o tempo permite olhar cada rótulo dos alimentos, e nem mesmo eles são de fácil compreensão. Mas, para melhorar a alimentação é importante estar atento aos seguintes pontos: proteínas, valor energético, lipídios, sal e fibras.

Por mais que alguns produtos apresentem um baixo teor calórico, não significa que é saudável. Quando se observa os rótulos, também é possível notar a quantidade de açúcar que contém em cada um deles.

Entretanto, é muito comum que algumas opções venham com essa substância “camuflada”, por isso, é essencial observar as palavras que terminam com “ose”, seja frutose, glicose etc.

6. Procure um profissional

Em qualquer projeto, ter o acompanhamento de um profissional garante a eficácia das ações. Isso não é diferente quando se trata de emagrecer depois da gravidez. Afinal, através desse aconselhamento a mulher consegue ter a orientação exata sobre o caminho a seguir.

Com um acompanhamento profissional, é possível melhorar a alimentação através de uma dieta balanceada conforme as suas necessidades individuais, além de ter aconselhamento para as atividades físicas do dia a dia.

Em suma, o processo de emagrecimento pode ser mais eficiente cercado da ajuda necessária e uma rotina saudável. Investir nessa melhoria pode facilitar esse processo que para muitas mulheres pode ser um grande desafio.

Gostou do nosso artigo? Então continue lendo outras matérias do nosso Blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.