9 dúvidas frequentes sobre a cirurgia bariátrica

  • 2855 Views

Em geral, sabemos que o processo de emagrecimento é um sonho para muitas mulheres. No entanto, existem diversas alternativas na atualidade para ajudar nesse objetivo, e uma delas, é a cirurgia bariátrica. Mesmo que seja um termo bastante conhecido, muitas dúvidas pairam sobre os tipos de procedimentos, requisitos, processos de cirurgia, recuperação e muito mais.

Por esse motivo, neste post falaremos sobre as 9 dúvidas mais frequentes sobre a cirurgia bariátrica. Confira!

1. Quem pode fazer esse tipo de cirurgia?

Primeiro de tudo, o principal fator que favorece a possibilidade de realizar a cirurgia bariátrica é o IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 40! No entanto, caso a paciente apresente um IMC acima de 35, mas possui pelo menos uma comorbidade (doenças que são agravadas pela obesidade e melhoram com o tratamento da obesidade).

Além das condições citadas anteriormente para o procedimento, a paciente precisa ter, pelo menos, 2 anos de tentativas de tratamento, faixa etária a partir dos 18 anos e sem limite superior de idade. Por outro lado, pacientes menores de idade (abaixo dos 18) e até 16 anos, também podem realizar a cirurgia, porém, precisam de uma avaliação pediátrica do caso.

2. Quanto peso se perde com a cirurgia?

Normalmente, quem faz a cirurgia bariátrica tende a perder cerca de 30 a 40% do peso que ele possui no dia da cirurgia, resultado da obesidade. De maneira prática, uma pessoa que realiza a cirurgia pesando 100 quilos, perderia, em torno, de 30kg a 40kg. Logo, seu peso ficaria entre 60 e 70kg. Mas o processo de perda de peso é muito específico de cada indivíduo e pode variar de acordo com vários fatores, sendo os principais: alimentação, prática de exercícios, mudança de hábitos e doenças associadas.

3. A cirurgia bariátrica é segura?

Segundo Dr. Paulo Campelo, cirurgião báriátrico do Centro de Tratamento da Obesidade e Diabetes, afirma que em pesquisas recentes demonstrou-se que a taxa de mortalidade da cirurgia bariátrica é inferior a 0,2%.

Sabe-se que essa taxa de mortalidade acabou caindo no decorrer dos anos devido ao crescente desenvolvimento tecnológico, que é incorporado nos procedimentos e garante mais eficiência e segurança no processo cirúrgico. Além de que uma equipe experiente traz mais segurança ao procedimento.

Se considerarmos os dados, é 12x mais arriscado falecer devido às complicações advindas da obesidade do que de complicações cirúrgicas ou pós-cirúrgica. Assim, os riscos de realizar a cirurgia são menores do que padecer de obesidade mórbida.

4. É possível engordar novamente depois da cirurgia?

Se o paciente não realizar a junção do seu pós-cirúrgico com uma alimentação equilibrada e prática regular de exercícios físicos, é possível que engorde sim. Por esse motivo, é crucial que após o procedimento haja uma mudança no estilo de vida, tanto na alimentação como nos hábitos. Realizar atividades físicas também é importante para alcançar os resultados e contribuir de maneira eficiente para a saúde.

Se a paciente engordar cerca de 10% do peso que perdeu na cirurgia,  podemos considerar que houve um reganho de peso. Mas pode haver também recidiva da obesidade, quando o ganho de peso no pós-operatório supera 50% do peso perdido atingido a longo prazo.

5. É possível fazer a cirurgia pelo convênio?

É possível sim! No entanto, para que o convênio consiga cobrir a cirurgia bariátrica, devemos levar em consideração dois fatores importantes: tempo de carência do plano de saúde e credenciamento hospitalar.

Em contato com seu plano de saúde você consegue ter essas informações. Hoje a cirurgia bariátrica faz parte do rol de procedimentos que todos os planos de saúde devem cobrir segundo as regras da Agência Nacional de Saúde (ANS).

6. É possível comer normalmente depois da cirurgia?

Com certeza sim! Mas requer um tempo, os primeiros 15 dias sua dieta será com líquidos e posteriormente com alimentos pastosos. Depois de 30 dias você iniciará alimentos do dia-a -dia, mas essa evolução deve acontecer sob orientação e acompanhamento da nutricionista.

Obviamente, não comerá as mesmas quantidades que comia antes da cirurgia, caso contrário, voltará a ganhar peso novamente. A opção mais favorável é alimentar-se com alimentos mais nutritivos e menos calóricos.

7. Como é a recuperação após a cirurgia?

Basicamente, a recuperação de uma cirurgia bariátrica é a adaptação nutricional, psicológica e física do corpo. O paciente já pode deixar o hospital em um prazo entre 24 e 48h e começa a realizar suas atividades do dia a dia entre 10 e 15 dias após a cirurgia.

Quando sair do hospital, já terá uma dieta controlada que será realizada durante os primeiros meses. Essa dieta costuma ter uma progressão, iniciando com alimentos líquidos, passando pelos componentes pastosos e depois os sólidos.

No entanto, passado os três meses, a paciente ainda continua realizando uma reeducação alimentar sob prescrição do nutricionista, no entanto, com maior variedade de alimentos.

Além do controle da alimentação, o paciente também receberá uma prescrição de atividades físicas para realizar conforme a sua recuperação. Assim como na fase pré-cirúrgica, no pós cirúrgico o acompanhamento com uma equipe multidisciplinar contendo psicólogo, nutricionista e educador físico é essencial.

8. Quanto tempo demora para já iniciar a cirurgia?

Normalmente, o processo pré-cirúrgico tende a demorar cerca de 30 – 60 dias. Esse tempo acaba englobando a primeira consulta até o momento em que o paciente efetivamente realizará a cirurgia. Depois disso, deverá seguir com o acompanhamento pós-operatório que deve ser trimes. Dependendo do médico, podem ser incluso alguns encontros, como 6 no primeiro ano, 2 no segundo ano e 1 encontro por ano a partir de então.

9. Existe diferença entre cirurgia bariátrica e cirurgia metabólica?

Em geral, essas duas cirurgias acabam sendo bastante semelhantes, porém a motivação da cirurgia de cada uma é bastante diferente. Enquanto na bariátrica a doença a ser tratada é especificamente a obesidade, na metabólica, o foco está em outras doenças, como a diabetes, a hipertensão, e várias outras associadas.

Gostou desse artigo? Conforme vimos, a cirurgia bariátrica já é bastante conhecida, no entanto, ainda são muitas as dúvidas sobre o procedimento, sobre a nova vida após a cirurgia, e principalmente, quem é elegível para realizar esse processo.

Pensando nisso, o Hospital São Camilo Fortaleza vai realizar a Semana da Bariátrica para explicar detalhadamente cada etapa do paciente bariátrico e tirar todas as suas dúvidas que permeiam esse tipo de cirurgia. Quer ampliar o seu conhecimento sobre o assunto? Se inscreva agora mesmo na Semana da Bariátrica e participe das lives com a equipe do Centro de Tratamento da Obesidade e Diabetes São Camilo Fortaleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.