logo

10 mitos e verdades sobre a cirurgia bariátrica

  • 55 Views

10 mitos e verdades sobre a cirurgia bariátrica

Sendo uma aliada para o tratamento de pacientes que sofrem de complicações por conta da obesidade grau 3, a cirurgia bariátrica é um procedimento que muda completamente a vida desses pacientes, entregando uma vida livre dos graves riscos da doença.

Porém, são diversas as dúvidas que circundam essa cirurgia, surgindo diversos mitos e verdades que precisam ser esclarecidos para quem possui dúvidas sobre fazê-la ou não.

Com o objetivo de ajudar com isso, criamos este artigo com 10 mitos e verdades que são importantes conhecer antes de fazer a decisão final.

Bariátrica: desvendando os mitos

  • Mito: A bariátrica pode ser feita por qualquer paciente que possui obesidade

Para que a cirurgia bariátrica possa ser realizada, o paciente deve ter um IMC acima de 40 kg/m² e por ao menos dois anos ter tentado outras formas de emagrecimento que não tenham tido êxito.

Nos casos em que o paciente tenha alguma doença causa especificamente pela obesidade tais como hipertensão arterial, diabetes, apneia do sono e outras doenças relacionadas, é aberta uma exceção, sendo possível a intervenção cirúrgica com o IMC entre 35 e 40 kg/m².

  • Verdade: É necessária avaliação médica antes do procedimento

Quando um paciente se candidata para realizar o procedimento, é necessária que seja feita uma avaliação ampla por profissionais como o cardiologista, nutricionista, endocrinologista, psicólogo, pneumologista, ortopedista e fisioterapeuta além do cirurgião, garantindo um procedimento de sucesso.

  • Mito: O paciente vai engordar após um ano de pós-operatório

Nos principais casos onde isso acontece, os principais fatores estão na falta ou na interrupção dos hábitos saudáveis recomendados pela nutricionista, como uma dieta balanceada e nutritiva acompanhada de exercícios físicos regularmente.

  • Verdade: É possível haver queda de cabelo após a cirurgia

A queda de cabelo pós-cirurgia bariátrica é normal e pode começar a ser percebida depois dos três meses de operação, variando de intensidade entre cada paciente. Isso pode ocorrer pelo período de um ano, tendo relação direta com a rápida perda de peso.

  • Mito: Realizar a cirurgia oferece uma garantia total de emagrecimento

Para o sucesso de uma cirurgia bariátrica, é necessário que o paciente transforme o seu estilo de vida, deixando para trás os hábitos alimentares prejudiciais e buscando um melhor bem-estar com a prática de exercícios ou de um esporte para obter uma vida mais ativa.

O procedimento funciona como um auxílio, sendo apenas um processo do tratamento. A parte mais importante está na mudança total do modo de viver e da remoção dos hábitos inadequados que antes eram feitos pelo paciente.

  • Verdade: A dieta deve ser restrita logo após a cirurgia

Logo depois de realizado o procedimento, é necessário que o paciente se submeta a uma dieta líquida. Essa dieta geralmente dura de 1 a 2 semanas, consumindo alimentos na forma líquida e em quantidades pequenas de 100 a 150ml.

Depois desse período, se avança para uma dieta pastosa e depois uma dieta branda composta por alimentos bem cozidos e desfiados, sendo a preparação para a transição de uma alimentação sólida.

Ao retornar para os alimentos sólidos, é importante tomar cuidados como introduzir os alimentos gradativamente, comer de forma devagar com pequenas porções e boa mastigação, além de escolher opções saudáveis.

Esse é um dos processos mais difíceis para o paciente, porém quando se consegue realizá-lo corretamente, as chances de recaída e retorno aos hábitos alimentares antigos são bem menores.

  • Mito: Cirurgia bariátrica apresenta maior risco que qualquer outra

Nos últimos anos, as técnicas implementadas no procedimento da cirurgia evoluíram bastante, reduzindo os riscos e fazendo com que a cirurgia bariátrica seja segura. Porém, é crucial o comprometimento do paciente para não ocorrer nenhuma complicação.

A bariátrica atualmente tem o reconhecimento como forma mais eficaz de tratamento da obesidade mórbida, tendo os mesmos riscos que qualquer outro tipo de procedimento cirúrgico.

  • Verdade: É possível obter a cura de diversas doenças graves

Diversas doenças que podem causar o óbito são provenientes da obesidade. Ao perder uma grande quantidade de peso, o paciente consegue melhorar a sua saúde. Nessa melhora é possível até mesmo a cura de comorbidades como a pressão alta.

  • Mito: Uma das consequências diretas da operação é a depressão

Diversos fatores se associam à depressão, não tendo relação direta com a cirurgia bariátrica. De qualquer forma, é importante que o paciente tenha um acompanhamento psicológico caso apresente qualquer sinal ou sintoma de depressão.

Para o paciente, todas as etapas da bariátrica são desafiadoras, necessitando de um imenso esforço para mudar o estilo de vida que era antes algo normal em seu cotidiano. O apoio da família é também essencial.

  • Verdade: Uma certa tendência à anemia ocorre no pós-operatório

Pela necessidade da adoção de uma dieta restrita, a anemia pode acabar afetando os pacientes que se submeteram à cirurgia, provocada em maioria das vezes por falta de ferro.

As mulheres acabam tendo uma tendência ainda maior por causa da menstruação, mas com o acompanhamento médico isso pode ser evitado com a recomendação de alimentos ricos em ferro e também da suplementação de multivitamínicos, que pode se prolongar pelo resto da vida.

Entre os mitos e verdades da cirurgia bariátrica, é preciso compreender que o procedimento não faz milagres. É uma decisão que necessita totalmente de disciplina por parte do paciente, pois é uma intervenção que irá mudar os hábitos e modo de viver do mesmo por completo.

O procedimento funciona como um auxílio para o que virá depois, um lento processo de adaptação e implementação de novos hábitos que por muitas vezes nunca foram sequer experimentadas pelos pacientes, sendo um grande desafio que justifica o acompanhamento médico com diversos profissionais.

Porém, com muita persistência e seguindo todas as etapas necessárias, é possível reverter quadros graves de saúde e viver de uma forma totalmente diferente do que era antes, tendo um maior bem-estar. Se você está em dúvidas sobre fazer a cirurgia, lembre-se que é a sua saúde que está em jogo, tendo em mãos uma solução para viver sem complicações.

Gostou do conteúdo e deseja ler mais artigos como este? Acesse nossas outras matérias e veja mais assuntos sobre saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.